quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Passageiro de ônibus

Mesmo que existam milhões de pessoas andando em seus carros, seja uma Ferrari ou uma Fiat Uno, a maior parte da população ainda anda de ônibus, ou de busão se preferirem.

E, como pobre é sempre engraçado, muita coisa engraçada acontece nos ônibus, basta repararem.

Primeiro é o sinal que se usa para pegar um deles. Geralmente é levantando o braço e apontando o dedo, não sei porque. Mas não qualquer dedo, nem pensem em levantar o dedo do meio.

Segundo, a catraca: aquela maldita catraca. Eu disso "maldita " por que ela NÃO FOI FEITA PRA GORDO! Sério mesmo, um puta espaço pequeno, deviam pensar nos gordos.

Procurar um lugar para se sentar. Isso é pior em grandes cidades. Não há uma poltrona, vazia, então o que fazer? O que resta é ficar lá em pé, sentido os doces aromas de CC e bufas.

O movimento do ônibus. Quando ele para, todos vão pra frente. Alguns quase caem. Só não dá pra cair por que há sempre outra pessoa pra segurar.

E junte tudo isso e faça uma festa: ambiente apertado, bufas, axilas fedidas, bebês chorando, uma véia que reclamava que não parou no ponto certo, as fofoqueiras que ficam lá do fundo. É fácil identificar as fofoqueiras dos ônibus. Se você ouvir alguém dizendo: "Oi há quanto tempo!", pode se preparar que é fofoca na certa, o motorista já meio enraivecido acelera, o cobrador já quase dormindo, outra véia que fica com a cabeça encostada no vidro até que a batida a acorda...é uma beleza! #só que não

Nenhum comentário:

Postar um comentário